SERÁ QUE DE FATO JÁ VISITARAM A TERRA

imagesExistem ou não seres extraterrestres? O ser civilizado quer pensar sobre isto, mas a diferença é que ele não parte de uma pré-tendência, ele é paciente ao se deparar com o problema, ele sabe que esta pergunta é de difícil resposta, mas ele não está necessitado de que esta resposta seja positiva ou negativa e nem preocupado com isso, afinal ele se guia pela imparcialidade e natureza dos fatos (história do mundo). E ao analisarmos sobre este prisma, poderemos definir duas visões: Uma visão individual e outra coletiva.

Sobre uma visão individual temos afirmações categóricas de acontecimentos estranhos com provas duvidosas que sugerem a existência dos extraterrestres, mas são provas obscuras testemunhais (sem sustentação real).

E sobre uma visão coletiva? O que temos de provas? Praticamente não existem provas neste sentido (nadinha, nadinha).

Até o momento em que eu escrevo, nunca apareceu uma nave extraterrestre que tenha pousado em solo terrestre, aberto sua porta diante de muita gente e que tivesse tentado um contato, para um diálogo que pudesse ser registrado pelos nossos meios de comunicação e com isso se tornasse um fato real com um mínimo de prova.

No entanto mesmo diante das fracas provas, se fizéssemos um plebiscito com essa pergunta: Você acredita que os extraterrestres estão por aqui nos vigiando? O resultado teria grande chance de ser positivo. Em quais provas estes indivíduos se basearam? Se a natureza dos fatos (história do mundo) não apontam este caminho porque mesmo assim essas provas individuais (fracas que inclusive chegam a serem bizarras) sobrepõem as provas coletivas?

Porque isto está de encontro com nossa EDUCAÇÃO ESCOLAR  que sobrepõem as ações e decisões individuais sobre as coletivas.

Assim sendo não há necessidade de provas facilitando desta maneira o imaginário, a ilusão e a fé.